Planos de Recuperação perante Desastres ou DRP
para estar preparado para qualquer situação

Porque é importante contar com um DRP

Um desastre pode limitar, severamente, a sua capacidade de fornecer serviços e produtos aos seus utilizadores, afetando as suas vendas, a satisfação do cliente, o comportamento dos acionistas, as relações públicas ou a imagem corporativa e, consequentemente, prejudicando a rentabilidade. Os Planos de Recuperação perante Desastres em ambientes tecnológicos têm-se tornado cada vez mais importantes à medida que as tecnologias de informação têm ganho importância no desenvolvimento e apoio aos processos de negócio, muitas vezes alcançados através de experiências infelizes.

Um plano de recuperação perante desastres (DRP) é um processo de recuperação que cobre os dados críticos, hardware e software para que uma empresa retome as operações no caso de um desastre natural ou causado pelo homem.

As empresas precisam de saber qual o impacto que uma interrupção de serviço, ou de uma perda de dados para que se consigam antecipar e projetar um bom plano de recuperação perante desastres com o seu correspondente RTO (Recovery Time Objective) e RPO (Recovery Point Objective).

O mercado existente caracteriza-se pela constante mudança das necessidades dos clientes, determinada pelo crescimento dos dados, mudanças reguladoras e o crescente impacto de cada segundo em que os dados, ou a aplicação online não estão disponíveis. Por este motivo, estamos empenhados em conceber o plano de recuperação perante desastres que melhor se adapte às suas necessidades.

Conceção de um plano de recuperação de desastres

A coisa mais importante a fazer quando se faz um plano de recuperação perante desastres é estudar previamente o seu ambiente, com base na nossa experiência. Desta forma, procuraremos as soluções que melhor cubram as suas necessidades, que podem ir desde algo tão básico e importante como backups com um procedimento de restauração, até sistemas complexos de replicação em ambientes físicos e virtuais.

Juntamente consigo desenvolveremos um protocolo de ação de modo a garantir a continuidade do seu negócio, no caso de uma paragem do serviço principal, onde se detalhará o seguinte:

  • As equipas envolvidas nos planos de continuidade do negócio
  • Análise e deteção de serviços críticos para o negócio.
  • Plano detalhado de implementação do DRP.
  • Plano de retorno do DRP para a plataforma principal.
  • Verificação do restabelecimento do serviço.
  • Análise para descobrir porque é que a plataforma principal falhou.
  • Planeamento de testes periódicos.